Pela manhã.

–         Bom dia!

–         Não

–         Não?

–         Não.

–         Deixa disso. Já é hora.

–         Não vou.

–         Vai sim. Toma essa água, acorda.

–         É muito longe. Não vou. Estou velho.

–         Velho? Trinta e dois anos. Não é velho.

–         Você fala assim porque tem só trinta.

–         Não muda nada. Vamos.

–         Não.

–         Deixa disso. Já passou da hora.

–         A estrada é boa?

–         Sim, novinha.

–         Porque não gosto das esburacadas.

–         É nova, já disse. Fecha essa boca e vamos.

–         E lá, tem sombra?

–         Sempre tem.

–         Então vamos.

–         Finalmente!

–         Mas eu vou na frente. Quero apreciar o caminho.

–         Tudo bem, não me importo.

–         Qual é o limite da estrada?

–         120.

–         Queria mais. Vou até 200, sabia?

–         Sim. Eu te ensinei, lembra?

–         Sou dois anos mais velho, lembra?

–         Até agora estava reclamando.

–         Sou mais experiente.

–         Sim.

–         Sei mais do que você. Rodei muito.

–         Sim, mas…

Fecha essa boca, que estamos atrasados.

Anúncios

Sobre lombardi13

Sobrevivendo a mim mesmo na Infernal São Paulo.
Esse post foi publicado em Por aí e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s