Horas atrás.

Caiu o mundo sobre minha mente.
Horas atrás eu estava seco.
Horas atrás eu estava vivo.
Por onde ando eu já não sei, todas as ruas são iguais.
Todos os olhos são frios.
Toda frieza do amor.
Revela-se uma criatura deformada, sem alma.
Sem nexo.
Sem lado.
Sem sexo.
Pra que procurar?
Pra encontrar e depois perceber que não achou nada?
Prefiro evitar esse olhar.
Sua reprovação me condenaria.
Ao vazio.
Ao eterno.
Ao sublime viver sem saber.

Anúncios

Sobre lombardi13

Sobrevivendo a mim mesmo na Infernal São Paulo.
Esse post foi publicado em Por aí e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s