Salvem o Maverick!

Em outro post falei sobre o Maverick que participou do 1º Raid da Integração Nacional, em 1973.

Agora, vamos falar da parte triste, que mostra a realidade brasileira quando o assunto é a preservação da memória cultural daqueles que ajudaram a construir esse país.

Após o término do Raid Da Integração Nacional, a Ford teria doado o Maverick para o museu Roberto Lee, na cidade de Caçapava, São Paulo.

Lá, ficou exposto junto à outras raridades da indústria brasileira e mundial, como o Willys Capeta e o Tucker Torpedo, entre outros.

Na década de 90, com a morte de seu idealizador, o museu passou por dificuldades e teve suas portas fechadas.

O destino desse e de vários carros que lá estavam inclui o furto de peças e a dilapidação dos carros, que apodreciam sem nenhum tipo de manutenção ao longo de quase vinte anos.

As imagens do Maverick, que teria sido doado ao museu com apenas trinta mil quilômetros rodados, falam por sí.

Maverick Mercantil-Finasa-Greco, Belina de rallie e o Maverick do Raid, 1973.

Agora vem a parte dramática, que mostra o descaso com o patrimônio cultural brasileiro.

Já dentro do museu, perdeu uma calota. Era só o começo.

Lentamente, esse e outros automóveis foram sendo pilhados, saqueados por gente que só pensa em si.

Carros inteiros sumiram do museu, mesmo com suas portas lacradas por tijolos.

Já com o museu lacrado: calotas, retrovisor, grade, frisos, limpadores e emblemas sumiram.

Umidade e mofo imperavam nos salões imponentes de outrora, deteriorando o acervo, que também sofria com as infiltrações  causadas pelas chuvas.

Depenado. Sua carcaça repousa junto de outros carros igualmente importantes.

Outros carros muito mais valiosos também se encontram deteriorados, vilipendiados pela ganância de alguns, seja quem compra peças desses carros, seja quem facilita a entrada e a retirada das mesmas.

Agora, o acervo do museu foi entregue a prefeitura de Caçapava/SP, e espero que homens e empresas de bem se envolvam na restauração desses carros e em sua devolução ao público, que merece vê-los em sua melhor forma, com todas as histórias que os cercam.

* Update

Foto tirada já em 2011, empurraram o Maverick para tirar outros carros.

Imagens da remoção dos carros podem ser vistas no Taiada Blog.
Espero que não esqueçam o Maverick sozinho por lá…

Anúncios

Sobre lombardi13

Sobrevivendo a mim mesmo na Infernal São Paulo.
Esse post foi publicado em Antigos e marcado , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Salvem o Maverick!

  1. D.Pierotti disse:

    Salvem o Maveco….

  2. Gabriel disse:

    esse maverick d competição eh 4 cilindros?? ou for por causa d depenado q ficou assim?? se era um modelo 4 cilindros eh um fato curioso

  3. jcflores disse:

    Rodrigo e demais amigos admiradores de carros antigos e principalmente do Maverick: podem ficar tranquilos, que o Maverick do 1º Raid de Integração Nacional, de 1973, também já está em segurança, juntamente com os demais veículos do acervo, no aguardo de novas providências relacionadas à restauração, ok?
    Por enquanto os veiculos estão em processo de lavagem e higienização (estão cobertos de dejetos de morcegos e pombos). Posteriormente, serão colocados em baias específicas para a visitação pública, nao estado em que se encontram. Assim que isto ocorrer, divulgaremos no http://taiada-blog.blogspot.com
    Grande abraço a todos.

    jcflores

  4. marcelo bellato disse:

    Fiquem Tranquilos !!! Retirei o Maveco do museu ontem pela manhã … entrem no meu Orkut e vejam as imagens atuais da real situação e retirada dos carros … meu orkut é Marcelo Bellato , e fiquem a vontade para comentar as fotos , … estou coordenando toda missão da retira dos carros e posteriormente coordenarei a higienização e mostra de todos veículos … agora precisaremos de muita colaboração, doação de pçs e informações , pra que possamos novamente apresentar o museu ao Público , abraço a todos !!! Marcelo Bellato

  5. Mario Buzian disse:

    Eu li em algum lugar que o Nasser, responsável pelo Museu de Brasília e na época advogado dos Lee, negociou diretamente com a Ford-Willys para cessão em comodato de parte de seu acervo que incluía o protótipo “Capeta” e esse Maverick. Os dois carros foram RODANDO até o Museu em Caçapava, e ninguém menos do que Luiz Antonio Greco, chefe de equipe da Ford na época, foi guiando essa maravilha para o seu destino final…
    Eu visitei esse nobre espaço em meados dos anos 70 quando ainda era criança e não posso me esquecer do detalhe que me chamou aa atenção: aquele Maverick era o carro mais “novo” de toda a exposição, e meu pai me disse que ele estava lá porque tinha participado de um importante evento, enfim…
    Torço para que o pessoal do Museu consiga restaurar esse pedaço de história automotiva brasileira e que possa devolvê-lo ao seu estado mais do que merecido: original !!!
    Um grande abraço desse paulistano de nascimento, mas agora gaúcho por opção !!

    Mário Buzian – Ivoti/RS

    • lombardi13 disse:

      O Capeta e outros carros retirados pelo Nasser foram cedidos em regime de comodato.
      O Maverick, em regime de doação, por isso não foi retirado na época.

      Mas seguimos acompanhando, e pelo visto os carros terão finalmente um bom destino.

      Grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s