Falta.

Às vezes falta força pra continuar.

E quanto mais você pensa que está fazendo tudo girar, mais se afasta da realidade.
Quanto mais você procura acertar, se decepciona.
Ou aos outros.
Essa roda gigante não tem parada, nem por você, nem por ninguém.
Com ou sem a sua vontade ela não para de girar.
Altos e baixos, eterna e alternadamente, entre sorrisos e lágrimas.
Nem sempre sincronizados, é verdade.
Sorrir no topo é fácil, apreciar a vista lá do alto é mais fácil ainda.
Quero ver quem se dispõe a sorrir pertinho do chão, mirando a sujeira que cerca a base desse brinquedo, sem poder enxergar as luzes brilhantes e encantadoras que lá em cima estavam.

Não sei o que dizer para aqueles que aguardam na fila pra subir nesse brinquedo. Talvez fosse melhor deixá-los descobrir sozinhos, talvez não ouvissem um conselho dos mais experientes. Talvez eles simplesmente não acreditassem no que ouviriam.

Talvez eu mesmo não tenha acreditado no que vi.

Anúncios

Sobre lombardi13

Sobrevivendo a mim mesmo na Infernal São Paulo.
Esse post foi publicado em Por aí e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s