O velório.

Depois da morte, vem o velório.
Um ano atrás, quase exatos, eu dei uma resumida no que vi em Interlagos.

No final de 2010 aconteceu a primeira prova do Paulista depois do fechamento para a F1, e que seria a primeira prova com o autódromo sob nova administração.
Logo no portão 7, a cobrança de R$15,00 para estacionar o carro lá dentro.

Não, querido leitor, não sou tão mão de vaca pra me assustar com quinze mangos, ainda mais pra assistir corrida e deixar meu carro em um lugar teoricamente seguro.
O que assustou foi a falta de informação, a definição da cobrança sem nenhum alarde, na calada, mesmo.

Estava com algum amigo, ou me encontrei com ele nos boxes e decretei: “em dois anos, isso daqui acaba.”

Ninguém me levou a sério: “Imagina só, Interlagos, O Templo, fechar, ficar sem corridas, perder a F1…você tá maluco…”

A prefeitura e a SPTuris, administradoras do autódromo resolveram estuprar as taxas cobradas para a utilização das instalações, como pescou o dinamarco-zona-lestiano, naturalizado norteano, Victor Martins em seu blog.
A tabela nova saiu em Dezembro de 2011, mas ninguém deu a devida atenção, ou reparou no aumento, até então.

Problema é que as provas já marcadas para Janeiro de 2012, também teriam que arcar com as taxas elevadas, mesmo já tendo suas inscrições e custos fechados, e com muitos participantes já inscritos e com tudo pago.

Caso das 24 Horas de Interlagos, que ocorreria de 25 a 29 de Janeiro.

Fora a trabalheira e custo de preparar o carro, correr atrás de apoio, patrocinadores, etc, como ficam as equipes? A prova foi adiada, e não cancelada, segundo informações oficiais do organizador. Mas e daí?

Se as taxas não caírem, eu duvido que os organizadores vão querer correr em Interlagos. Se as etapas de São Paulo forem buracos negros de grana, onde o lucro de outras etapas vai ser usado para cobrir o rombo, pode esquecer.

Na minha cabeça, desde o final de 2010, com a mudança na administração, o destino de Interlagos já estava traçado. Do prefeito ridículo que a gente tem na cidade, podemos esperar qualquer coisa. Mesmo.

Querem o espaço, mas não querem pagar o enterro ou assinar o inquérito.

O velório já está por conta do automobilismo paulista, e o café, do nacional.
Será que a F1 vai trazer a coroa de flores e o último prego?

Anúncios

Sobre lombardi13

Sobrevivendo a mim mesmo na Infernal São Paulo.
Esse post foi publicado em Automobilismo e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s