Harris, 56.

Steve Harris.

Toca a mesma linha em todas as músicas, não traz nada de novo ao instrumento e não possui nenhuma técnica refinada. Não se sabe como faz sucesso há 30 anos.

Se você concorda com isso, saia daqui correndo ou vai perder alguns dentes.
Por minha conta.

Quem se importa com a velocidade, a técnica e a precisão quando o que se toca é o coração?

Mais do que isso, quando esse sentimento é compartilhado por milhões de pessoas desconhecidas entre si, mas que, em algumas datas e locais específicos, algumas dessas pessoas se reúnem para abraçar aquilo que encaram como a verdadeira felicidade, um regalo da vida, uma curtição, deve haver algum tipo de mágica oculta que faz tanta gente olhar para o mesmo espaço colorido de som e sorrir. E até chorar.

Steve Harris, baixista do Iron Maiden, é um epítome de uma história bastante comum, daquele garoto que só queria perseguir um sonho pessoal, e sem querer, acabou arrastando milhões de outros garotos pra dentro dessa bolha de sabão multi-colorida e surreal.

Mesmo que sua própria bolha estourasse, a dele continuava lá, oferecendo abrigo e mágica em seu interior. E nessa bolha muitos viveram felizes, e ainda visitam aquele lugar.

Talvez não com os velhos sonhos ou com a velha rebeldia escancarada, nem mesmo com a mesma roupa ou corte de cabelo, talvez sem mais nenhum cabelo. Certamente com outros olhos, talvez mais analíticos. Mas nunca, nunca mesmo, com outro sorriso.


Outros saíram e nunca mais voltaram.
E nunca mais sorriram.

 

Anúncios

Sobre lombardi13

Sobrevivendo a mim mesmo na Infernal São Paulo.
Esse post foi publicado em Música e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s